Trizteza.com

Tudo sobre tecnologia, games, animes e entretenimento para você.

Trizteza.com

Oportunidades

Voo NOAA P-3 Hurricane Hunter para o olho do furacão Dorian em 1 de setembro de 2019

A Cruz Vermelha informou que 13 mil imóveis foram danificados após a tempestade chegar ao arquipélago no Atlântico.

O furacão Dorian é um mortal ciclone tropical em plena atividade, que atualmente ameaça várias ilhas nas Bahamas e se dirige para o Sudeste dos Estados Unidos. A quarta tempestade classificada e o segundo furacão dessa nova temporada de furacões no Atlântico em 2019, Dorian foi criado a partir de uma onda tropical no dia 24 de agosto localizado na região do Atlântico central. O sistema ganhou grandes proporções gradualmente enquanto dirigia-se rumo as Antilhas Menores, antes de transforma-se em furacão no dia 28 de agosto. No dia 31 de agosto, Dorian foi classificado em furacão de magnitude maior, entrando na categoria 4 e entrou para a historia como o furacão mais forte do Atlântico durante o mês de agosto superando o furacão Dean em 2007. No dia seguinte, Dorian aumentou sua intensidade para categoria 5, atingindo o seu ponto de convergência máximo, com ventos de até 298 km/h e uma pressão no centro mínima de 910 milibares, enquanto preparava-se para tocar a ilha Elbow Cay, Bahamas às 16:40 UTC com ventos alcançando os incríveis 354 km/h, gerando a marca histórica de maior rajada catalogada na região do Hemisfério ocidental.

dorian hurricane

De 26 ao 28 de agosto, a tempestade afetou a região do Caribe, devastados pelos furacões Irma e Maria em 2017. Foram tomadas várias medidas para redução de danos, especificamente em Porto Rico. Uma pessoa morreu em Porto Rico enquanto preparava sua casa para a tempestade. Os ventos poderosos afetaram principalmente às Ilhas Virgens, onde os ventos atingiram os 179 km/h. No entanto, os danos nestas regiões foram relativamente menores. No dia 1 de setembro, o furacão Dorian chegou às Bahamas, devastando algumas das ilhas e causando ventos fortes na casa dos 320 km/h.

O furacão Dorian foi reclassificado, segunda-feira 2 de setembro de 2019, para categoria 4 segundo a última atualização do Centro Nacional de Furacões em Miami. No domingo (1º) de setembro, ao tocar o solo nas Bahamas, os ventos do furacão alcançaram uma velocidade de 295 km/h, que fizeram Dorian entrar na categoria 5, a mais alta da escala utilizada pelos cientistas. Embora seja previsto um enfraquecimento natural, conclui-se que o furacão Dorian siga bem ativo nos próximos dias.

Segundo o último boletim do Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, emitido às 11h (12h em Brasília), Dorian perdeu levemente a intensidade das rajadas de ventos nas últimas 2 horas. Com ventos de 300km/h, o furacão segue em direção à Costa Leste dos Estados Unidos, onde milhares de pessoas receberam ordens para abandonar suas casas.

Fonte: https://www.omao.noaa.gov/find/media/video/noaa-p-3-hurricane-hunter-flight-eye-hurricane-dorian-1-sept-2019

Comentários